quarta-feira, 9 de abril de 2014

Artigos Científicos sobre e-cigs

 

184769106

Sei que muitos que iniciam ficam cheios de dúvida sobre os cigarros eletrônicos. A mídia brasileira está tentando detonar os VPs, porém a mídia mundial está se rendendo e o principal é que o meio científico também.
Nas minhas pesquisas sobre artigos científicos sobre e-cigs, encontrei este systematic review, uma revisão sistemática nada mais é do que um compêndio sobre vários artigos publicados no meio científico; neste caso é um compêndio sobre 114 artigos de pesquisa sobre o e-cig.
O link para o abstract (resumo) está aqui:
http://taw.sagepub.com/content/early/2014/02/12/2042098614524430.abstract
Quem quiser ler o artigo inteiro de 21 páginas, vale a pena! basta se inscrever e baixar em pdf no link à direita do site.
Como eu sei que a maioria da galera é preguiçosa para ler artigos grandes e em inglês, traduzi o resumo que se encontra no blog da totally wicked.
Vale lembrar que o autor do compêndio se reuniu com o diretor da FDA em fevereiro deste ano para apresentar os resultados. Segue então conclusões dos estudos:

1.
E-cig é o terceiro método para parar o uso do tabaco, você não precisa mais sair ou morrer, agora você pode vaporar. Os cigarros eletrônicos são usados como um substituto à longo prazo do cigarro.

2.
A popularidade dos cigarros eletrônicos tem aumentado devido à sua capacidade de fornecer nicotina e imitar o comportamento de fumar.

3.
A nicotina não é uma substância cancerígena e tem mínimos efeitos colaterais à longo prazo sobre o corpo. A nicotina tem sido injustamente demonizada. Ela pode mesmo ser benéfica para alguns pacientes psiquiátricos. Overdose de nicotina é improvável.

4.
O perfil de segurança de cigarros é considerado um estudo em andamento, devido ao mercado em constante evolução .

5.
Níveis de TSNA (Tobacco-Specific N-nitrosaminas, consideradas cancerígenas) foram semelhantes aos encontrados nas NRT (Nicotine Replacement Therapy; métodos de substituição de nicotina).

6.
Há alguns problemas da dosagem da nicotina não ser exata, a margem de acerto das concentrações de nicotina nos juices é de 85 a 121%, mas não se acredita que seja prejudicial aos usuários.

7.
Contaminantes encontrados em e-cigs: Cigarros eletrônicos têm estruturas de metal, então haverá alguma contaminação, os níveis de níquel encontrados foram os mesmos encontrados em NRTs, e "o usuário médio estaria exposto a valores entre 4 e 40 vezes mais baixos que os níveis permitidos de metais em doses diárias encontrados na maioria de medicamentos”.

8.
A questão dos flavorizantes é uma área de preocupação: apesar de serem considerados seguros para a indústria de alimentos, não há estudos de longo prazo realizados sobre os efeitos do aquecimento e inalação desses aromas. Os modelos teóricos existentes apenas citam a ingestão.

9.
Líquidos com aromas de canela levantam algumas preocupações. Estudos citotóxicos foram feitos com e-líquidos e células-tronco, mas como os próprios autores citam, esta ciência é difícil de interpretar, pois nenhum vapor foi usado, apenas o líquido; há a suspeitas ainda de que foram usados concentrados, e não juices. Mesmo assim, a citotoxicidade foi 400 vezes mais baixo do que os níveis aprovados para uso.

10.
Não há nenhuma evidência de dano ao inalar propilenoglicol.

11.
Em comparação com cigarros de tabaco, os cigarros eletrônicos são muito menos prejudiciais.

12.
O risco de usar e-cigs não é tão grande quanto se pensa. Sim, houve explosões de baterias, como há com telefones celulares e laptops, mas esta é um problema de bateria, e não uma questão específica cigarro eletrônico.

13.
Das pessoas que estiveram no banco de dados de envenenamento na Califórnia, de 2010 a 2011, 35 no total apresentaram problemas devido a e-cigs, cinco dos quais foram parar na sala de emergência e todos receberam alta hospitalar dentro de 4 horas. A segurança é importante aqui e pode ser controlada com programas educativos .

14.
Formaldeído - sim ele estava lá, e nos mesmos níveis exalados na respiração normal.

15.
Não há o mínimo de risco para os transeuntes no vapor do e-cig exalado.

Sem contar que os autores encontraram um ganho de saúde considerável nas pessoas que abandonaram o cigarro e passaram a vaporar.
Bons vapores a todos!

por: efraccalvieri no forum papovaper